.

.

Falling in love - Capitulo 17

                                           
                                    " Vovó e vovô Styles."



                                          Seunome P.O.V'S


Eu me arrumava calmamente para o jantar dos avós de Harry, olhando-me sempre no espelho, perguntando a mim mesma se tinha acertado na escolha da roupa (roupa). Optei por passar maquiagem, mas não muita, não queria correr o risco de suar e parecer que estou derretendo. Quando deu 19:00hrs, a campainha tocou, e eu sabia que era Harry.


Harry: Uau - Ele me olhava de cima a baixo - Está linda.
Seunome: Eu sei - Sorri vitoriosa - 
Harry: Convencida - Rimos - Pronta para ir? - Assenti -


Pegamos uma estrada calma, e praticamente sem trânsito, sem todo aquele barulho de buzina, e com uma vista incrível da linda noite iluminada que Londres nos oferecia. A cidade parecia ainda mais vida a noite, as estrelas pareciam brilhar mais que nunca, e o céu parecia festejar. Abaixei a janela, e quando a brisa fresca me atingiu, fechei os olhos e esqueci de tudo que estava acontecendo, de para onde estava ainda, e até que Harry estava ali.

Harry: Sei que a noite está linda - Eu abri os olhos e o encarei - Mas já chegamos - Desligou o carro e sorriu para mim -
Seunome: Tudo bem - Tentei não mostrar o quanto estava nervosa -
Harry: Olha - Eu continuei olhando - Quero que seja uma noite linda para meus avós também, então, vamos esquecer nossas diferenças essa noite vamos ficar em paz.
Seunome: Certo - O que mais eu podia dizer? -
Harry: Ótimo - Ele sorriu - Vamos lá - Ele saiu do carro, e abriu a porta para mim -


Quando me coloquei de pé, senti a pele fria da mão de Harry entre a minha, mas não demonstrei nenhuma reação, apenas andamos como se já estivéssemos acostumados um com o outro. A entrada da casa era linda, com lindas orquídeas amarelas, uma grama bem verdinha e recém cortada, e com pessoas entrando pela enorme porta. Harry cumprimentou uma senhora que estava na porta, e eu lancei um breve sorriso a ela, que retribuiu com um sorriso caloroso. A casa era ainda mais exuberante por dentro, paredes neutras, um sofá em forma de S, um grande e brilhante lustre dava um ar luxuoso. A mãe de Harry apareceu com um homem bem alto, que parou em nossa frente junto a ela.

Xx: Harry, querido - Ela o abraçou -
Harry: Oi mãe - Ele se soltou rapidamente dela - Essa é Seunome Miller, minha namorada.

Os olhos da mãe de Harry brilharam, e o homem ao seu lado abriu um sorriso terno em direção a Harry.


Xx: Ane - Ela me abraçou, e eu fiquei meio assustada - É um prazer conhece-la - Sorriu - Espero que não saia correndo desta vez - Rimos -
Seunome: Com certeza não - Harry riu -
Xx: Des - O homem estendeu a mão - Prazer.
Seunome: O prazer é meu - Sorri -
Harry: Cadê a Gemma? - Ele olhava para cada canto da casa -
Ane: Foi para a casa do Greg - Harry revirou os olhos -
Harry: Vou procurar a vovó - Eles assentiram -


Harry guiava-me por entre os convidados que olhavam curiosos para nós, até chegarmos em uma senhora baixinha e elegante. Quando viu Harry, os olhos da mulher se iluminaram, e imaginei logo que fosse a avó de Harry.


Xx: Harry, meu filho - Harry soltou minha mão e foi de encontro ao abraço da avó -
Harry: Olá vovó - Ele sorria - Quanto tempo.
Xx: Você não visita mais sua velha avó - Harry riu, procurando algo para dizer - Que bela moça meu filho - Sorriu para mim -
Harry: Ah - Ele se colocou ao meu lado, sorridente - Essa é Seunome Miller vovó, minha namorada - Ele esbanjava tanta confiança, que até eu acreditei -
Xx: Bem vinda a família meu amor - Ela colocou as mãos em meu rosto, e beijou minhas bochechas - Sou Grace.
Seunome: É um prazer - Sorri -
Grace: O prazer é meu querida - Harry apenas nos observava - Theodore, venha cá - O senhor que conversava sentado no sofá, se levantou e se juntou a nós - Harry tem uma nova namorada - Ela sorria -
Theodore: Olá mocinha - Estendeu a mão, e eu apertei - Prazer, sou avô desse rapaz.
Seunome: Igualmente - Sorri -
Theodore: Porque não leva sua garota para conhecer a casa Harry? 
Grace: Chamamos vocês quando o jantar for servido - Theodore passou um dos braços no pescoço de Grace -
Harry: Boa ideia - Sorriu - Voltamos já.


Harry me guiou pelas portas francesas da casa, até a parte de trás. Era uma vista espetacular, um lindo lago iluminado, com uma grama baixa, e um banquinho a frente, para que as pessoas pudessem se sentar, e admirar toda imensidão do lago.

Seunome: Aqui é lindo - Ele sorriu -
Harry: Eu vinha aqui sempre que podia quando era moleque - Sorriu forçado, e eu estremeci com a brisa gelada - Está muito frio aqui para você?
Seunome: Não, ta tudo bem - Sorri forçado -

Harry olhou para trás, na direção da porta, e pude ouvir um risinho sair do fundo de sua garganta.

Seunome: O que foi? - Perguntei confusa -
Harry: Minha avó está vigiando a gente - Ele riu - Olhe disfarçadamente para a porta.


Olhei para trás, fingindo olhar as flores, e vi tufos grisalhos de cabelo, em uma tentativa falha de espiar. Ri com a situação.

Harry: Acho que está esperando algo.
Seunome: Tipo?


Harry acariciou meu rosto com sua mão gelada, e eu fiquei sem reação. Seu rosto se aproximava cada vez mais, e eu não conseguia me afastar, e quando dei por mim, seus lábios estavam nos meus, pedindo passagem com a língua, e sem pensar eu cedi. Ele tinha um gosto doce, e seu beijo era bom, me dei conta disso quando senti minhas mãos irem para seu cabelo. Quando ficamos sem ar, nos separamos.


Harry: É melhor nós entrarmos - Assenti -



                                          Continua...


-------------------------------------------------------------------------

Depois de mil anos, o primeiro beijo de vocês heeein!!! Que demora em minha gente, tava na hora. Bom, espero que não queiram me matar pela demora, mas né, é isso, até a próxima!


                                                                        Ariana.

1 comentários:

Seu comentário e que me motiva a continua as fanfic's, então deixe seu comentário elogiando, criticando, dando a sua opinião, que e muito importante para mim ^^